Alemmart's Blog

Just another WordPress.com site

Os românticos de Cuba – Arnaldo Jabour

26 de fevereiro de 2010 Posted by | PROTESTO | Deixe um comentário

Banheira cheia de espuma? Isso é coisa do passado

 

Publicado por Adriana Vandoni 

10prudente(Giulio Sanmartini) Olhe bem a fotografia que ilustra o texto, pois esse homem enche cruelmente sua banheira de hidromassagem, com o suor correspondente a um mês de trabalho de mais de mil assalariados brasileiros.

Trata-se de um reincidente, pois é o deputado distrital Leonardo Prudente (sem partido), que há poucos dias foi filmado escondendo dinheiro proveniente de propina dentro das meias. A Polícia Federal dando prosseguimento à Operação Caixa de Pandora, apreendeu R$ 56 mil dentro do motor da banheira de hidromassagem do quarto de Prudente.

Em pouco menos de 8 anos, o Brasil transformou-se, no país onde uma doméstica com o filho faminto, foi presa detida e condenada por tentar furtar um pote de margarina (*), enquanto esse deputado continua solto e, pelos exemplos recentes, pode-se deduzir que continuará impune.

(*) A empregada doméstica Angélica Aparecida Souza Teodoro, de 19 anos, foi condenada pela 23ª Vara Criminal de São Paulo a quatro anos de prisão em regime semi-aberto pelo furto de um pote de manteiga, no valor de R$ 3,20, no dia 16 de novembro de 2005, em um mercado no Jardim Maia, na Zona Leste de São Paulo.

11 de fevereiro de 2010 Posted by | PROTESTO | Deixe um comentário

Lei contra a Censura – Assine

 


Veja quem assinou   –   Assine a Petição


To:  Poder Legislativo Federal

 

Ao Poder Legislativo Federal da República Federativa do Brasil

A Petição online “Lei contra a Censura” propõe uma lei que proíba terminantemente, total, geral e irrestritamente a censura. Não podemos deixar que o Poder Judiciário e o Executivo exerçam um poder que não lhes cabe e censurem quem os incomodem, através de Decretos lei ou “livre interpretação” das leis. Quem faz as leis é o Legislativo e tem que partir do Legislativo uma lei que proíba qualquer imposição de censura. Nenhum juiz de direito é maior que a Lei, nenhum ministro do Supremo é maior que a Lei, nenhum Presidente da República é maior que a Lei.
Queremos uma lei clara, que proíba qualquer tipo de censura em qualquer meio por qualquer pessoa. Uma nação só consegue crescer com transparência e a liberdade de expressão só é possível com a proibição da censura em todos os níveis.

Sincerely,

The Undersigned

View Current Signatures


The Lei contra a Censura Petition to Poder Legislativo Federal was created by and written by BSHolveri (b.s.holveri@gmail.com).  This petition is hosted here at www.PetitionOnline.com as a public service. There is no endorsement of this petition, express or implied, by Artifice, Inc. or our sponsors. For technical support please use our simple Petition Help form.

10 de fevereiro de 2010 Posted by | PROTESTO | Deixe um comentário

Estudantes protestam contra obra inaugurada por Lula

Por Eduardo Kattah, Agencia Estado

 

Programada para ser uma festa, a solenidade de inauguração do campus avançado da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), hoje em Teófilo Otoni (MG), foi marcada por críticas dos alunos quanto à precariedade das instalações ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os protestos dos estudantes causaram desconforto no presidente e nas autoridades presentes. Lula aproveitou o discurso para defender sua política educacional e atacar o que chamou de "elite perversa" do País.

Antes de sua chegada, representantes do Diretório Central dos Estudantes (DCE) distribuíram um manifesto em que expressam "indignação em relação à situação de precariedade em que se encontra o Campus Avançado do Mucuri".

A UFVJM foi criada em setembro de 2005. Em novembro, Lula esteve na cidade para anunciar a criação do campus avançado de Teófilo Otoni. Hoje, na inauguração, apenas dois dos dez prédios previstos haviam sido concluídos. Dos outros oito, cinco estão em fase de construção.

Além de problemas de infraestrutura, no documento que pretendiam entregar ao presidente, os estudantes apontaram também "problemas pedagógicos", como a falta de professores. Eles cobraram a liberação de verbas para a ampliação do quadro docente. Também denunciaram que os dois prédios construídos até o momento funcionam sem alvará do Corpo de Bombeiros e "não possuem climatização adequada".

Os estudantes também cobraram recursos para a construção de uma moradia estudantil e do restaurante universitário. "Somos fruto de uma expansão sem qualidade e sem investimentos capazes de garantir o mínimo a uma população que merece respeito", afirma o manifesto.

Elite perversa

Demonstrando certa irritação, o ministro da Educação, Fernando Haddad, classificou a pauta de reivindicações do DCE como "absolutamente correta", mas cobrou "respeito mútuo" dos estudantes. Ele admitiu que no ano passado houve cortes no repasse destinado ao campus de Teófilo Otoni, mas garantiu que não faltará dinheiro para a sua conclusão. A previsão é que as obras sejam concluídas até o fim de 2012, ao custo total de R$ 25,1 milhões.

Depois de novamente ressaltar que pela primeira vez o Brasil elegeu um presidente e um vice que não possuem diploma universitário, Lula disse que o número de universidades e escoltas técnicas federais apresentou um salto e o orçamento do Ministério da Educação triplicou, de R$ 20 bilhões para R$ 60 bilhões. Mas reconheceu que há muito o que fazer e culpou a "elite brasileira" pelo atraso.

"Eu sei perfeitamente bem que nós estamos muito tempo atrasados, se comparados a países como Uruguai, como Argentina, como o Chile. Porque a elite brasileira, durante muito tempo, foi uma elite perversa, porque ela estudava, mas não queria que o povo estudasse. Só eles queriam ter acesso às universidades", disse. "Nós estamos fazendo em oito anos, uma vez e meia o que a elite brasileira construiu num século".

A assessoria Reitoria reconheceu o déficit de professores, alegando que o problema é "nacional" e está na falta de repasse de verbas federais. São 80 vagas de docentes para os seis cursos regulares, mas apenas 54 foram contratados. No campus de Teófilo Otoni estudam cerca de mil alunos, de um total de 1,3 mil vagas. Conforme a Reitoria, o Corpo de Bombeiros só poderá emitir um alvará definitivo após as obras serem concluídas, mas uma vistoria foi feita e uma licença prévia foi emitida pela corporação.

10 de fevereiro de 2010 Posted by | PROTESTO | Deixe um comentário

Mas eu Tô vendo tudo – Zé Ramalho

 

Tô vendo tudo, tô vendo tudo
Mas, bico calado, faz de conta que sou mudo

Um país que crianças elimina
Que não ouve o clamor dos esquecidos
Onde nunca os humildes são ouvidos
E uma elite sem deus é quem domina
Que permite um estupro em cada esquina
E a certeza da dúvida infeliz
Onde quem tem razão baixa a cerviz
E massacram – se o negro e a mulher
Pode ser o país de quem quiser
Mas não é, com certeza, o meu país

Um país onde as leis são descartáveis
Por ausência de códigos corretos
Com quarenta milhões de analfabetos
E maior multidão de miseráveis
Um país onde os homens confiáveis
Não têm voz, não têm vez, nem diretriz
Mas corruptos têm voz e vez e bis
E o respaldo de estímulo incomum
Pode ser o país de qualquer um
Mas não é com certeza o meu país

Um país que perdeu a identidade
Sepultou o idioma português
Aprendeu a falar pornofonês
Aderindo à global vulgaridade
Um país que não tem capacidade
De saber o que pensa e o que diz
Que não pode esconder a cicatriz
De um povo de bem que vive mal
Pode ser o país do carnaval
Mas não é com certeza o meu país

Um país que seus índios discrimina
E as ciências e as artes não respeita
Um país que ainda morre de maleita
Por atraso geral da medicina
Um país onde escola não ensina
E hospital não dispõe de raio – x
Onde a gente dos morros é feliz
Se tem água de chuva e luz do sol
Pode ser o país do futebol
Mas não é com certeza o meu país

Tô vendo tudo, tô vendo tudo
Mas, bico calado, faz de conta que sou mudo

Um país que é doente e não se cura
Quer ficar sempre no terceiro mundo
Que do poço fatal chegou ao fundo
Sem saber emergir da noite escura
Um país que engoliu a compostura
Atendendo a políticos sutis
Que dividem o brasil em mil brasis
Pra melhor assaltar de ponta a ponta
Pode ser o país do faz-de-conta
Mas não é com certeza o meu país

Tô vendo tudo, tô vendo tudo
Mas, bico calado, faz de conta que sou mudo

3 de fevereiro de 2010 Posted by | PROTESTO | Deixe um comentário

Manifesto público contra os pastores-políticos evangélicos

Bastam as eleições se aproximarem, que se torna absolutamente comum vocês aparecerem em nossas igrejas afirmando que receberam um chamado especial da parte de Deus para se candidatar a algum cargo publico. Entretanto, a história recente do Brasil nos mostra que a chegada de políticos evangélicos a cargos públicos não têm feito diferença na ética política do país, isto porque, o universo político evangélico não constitui, uma referência ética à sociedade brasileira. Basta ver que, nos últimos anos, o envolvimento da maioria dos evangélicos com a política produziu mais males do que benefícios.

Prezados senhores, sem a menor sombra de dúvidas o último escândaloenvolvendo "evangélicos" em Brasilia, aponta o momento nevrálgico que vivemos.

Lembro que certa feita enquanto oficializava uma cerimônia fúnebre, um de vocês solicitou-me uma pequena oportunidade para que publicamente pudesse demonstrar sua solidariedade a família enlutada, além obviamente de falar de sua candidatura à Câmara Municipal da Cidade. Fato que obviamente não permiti.

Pois é, em época de eleição é comum receber a solicitação de alguns de vocês os quais em nome de “Deus”, advogam a crença de que o Todo-poderoso os convocou a uma missão hercúlea, a qual somente vocês conseguirão viabilizar.

Caro pastor-político evangélico preciso lhe falar uma coisa: Eu não acredito em messianismos utópicos, nem tampouco em pastores especiais, que trocaram o santo privilégio de ser pregador do Evangelho Eterno por um cargo público qualquer. Aqueles que me conhecem sabem que não advogo a idéia que comumente tem tomado conta de parte dos evangélicos nos dias de hoje. Não creio na manipulação religiosa em nome de Deus, não creio num messianismo onde a utopia de um mundo perfeito se constrói a partir do momento em que crentes são eleitos, não creio na venda casada de votos, nem tampouco no toma-lá-dá-cá onde eleitores são trocados por benesses de politicos.

Isto posto afirmo categoricamente que repudio veementemente suas atitudes, seu fisiologismo além obviamente da safadeza que lhes é comum.

Atenciosamente,

Renato Vargens

28 de janeiro de 2010 Posted by | PROTESTO | Deixe um comentário

FAIXA CONTRA IGREJA GERA PROCESSO

 

10 Um morador de Divinópolis, através de decisão judicial, não vai mais ter que pagar uma indenização à Igreja Cristã Maranata por ter exibido uma faixa na rua, em protesto contra a poluição sonora causada pelos cultos da instituição.

A decisão é da 12ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais e ocorreu por maioria de votos.

De acordo com o processo, em dezembro de 2007 o morador afixou uma faixa na varanda de sua casa, que fica próxima à igreja evangélica, no bairro Levindo P. Pereira, com os seguintes dizeres: “Um dia esta desgraça de Igreja Maranata sumirá daqui e nos deixará em paz novamente”.

Ele alega no processo que sofre grande perturbação de seu sossego com o barulho provocado pelas celebrações, cantos e pregações da igreja, chegando a fechar portas e janelas de sua casa no horário das atividades.

A igreja então ajuizou ação de indenização por danos morais contra o morador, alegando que a faixa com dizeres “ofensivos” atingiu sua honra. O juiz Ather Aguiar, da 3ª Vara Cível de Divinópolis, considerou que houve culpa recíproca no caso, mas condenou o morador a pagar indenização no valor de R$ 4 mil à igreja.

Inconformada com o valor da indenização, a igreja recorreu ao Tribunal de Justiça, requerendo sua majoração.

O morador também recorreu, pedindo a improcedência do pedido de indenização.

No julgamento do recurso, prevaleceram os votos dos desembargadores Saldanha da Fonseca e José Flávio de Almeida, que reformaram a decisão de 1ª Instância para julgar improcedente o pedido de indenização por danos morais, ficando vencido o desembargador Alvimar de Ávila.

Segundo Saldanha da Fonseca, não há nenhuma ilegalidade na conduta do morador, que exerceu seu direito de liberdade de expressão, previsto na Constituição.

O desembargador ressaltou que “não há motivos para que prevaleça a condenação de primeira instância, sob pena de tolhermos um dos direitos balizadores do Estado Democrático de Direito, ao qual estamos submetidos desde o advento da Constituição da República de 1988, a saber, a liberdade de expressão”.

Ele observou ainda que “quem suporta perturbação ilícita é o morador”, que comprovou a irregularidade do funcionamento da igreja e o seu descumprimento à lei municipal que dispõe sobre a proteção contra a poluição sonora em Divinópolis.

O desembargador José Flávio de Almeida acompanhou o voto de Saldanha da Fonseca, ficando vencido o desembargador Alvimar de Ávila, que havia sido favorável à indenização e inclusive aumentado seu valor para R$ 5 mil.

Fonte Jornal Diario do Aço

22 de janeiro de 2010 Posted by | PROTESTO | Deixe um comentário

Apóstolo Valdemiro Santiago, o Maior dos Picaretas da Cafarnaum Tupiniquim…

 

Todo meliante picareta se torna a cada dia mais audacioso ao perceber que sua trajetória criminosa não lhe providenciará cadeia…

Valdemiro Santiago Oliveira é um estelionatário charlatão oportunista cara de cedro que age com a mesma desenvoltura de um relés autor do golpe do ‘paco’…

O ‘apóstolo’ Valdemiro é cria padrão gerada sob o esterco da beira de estrada tremedal aberta pelos empreiteiros da fé “bispo’ Edir Macedo quanto pelo ‘missionário’ R.R.Soares…

Valdemiro, Macedo e Soares se escudam atrás da multidão de iludidos

inocentes carentes que o Poder

Público teme enquadrar já que moeda valiosa em escrutínios futuros…

São pseudos evangélicos debochados…

Utilizam o mesmo estêncil na mecânica criminosa…

Praticam ato de obter vantagem patrimonial ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo em erro alguém, por meio fraudulento e ponto…

Valdemiro é o mais destemido desses punguistas deslavados…

Na RedeTv!, apresentou uma quantidade tão imensa de milagres fabricados que humilha até a trajetória de Jesus Cristo de Nazaré…

Ele não promete cura, afirma que vai curar com todas as letras…

E desafia a Lei, todo emplumado e suado…

Duvida que alguém lhe conduzirá à delegacia para depor já que não é ele que faz nada, só levanta a mão e seu deus midas trata de virar seu gesto um milagre…

Brada desgraçado: “Como é poderoso meu deus; amo Jesus”…

E comprova seu poder delegado pelos céus…

Apresentou um senhor, morador de Jacarepaguá, que havia "ressuscitado"…

Havia morrido e retornou após sua esposa nordestina se converter a Igreja Mundial do Poder de Deus…

Mostrou em close a "prova" de seu milagre…

Uma cópia de boletim médico que declarava que o paciente havia entrado em "procedimento de ressuscitação"…

Valdemiro chorou mexicanamente emocionado com seu próprio feito…

E gritava que Jesus ressuscitou em Cafarnuam e agora está revivendo o ato na sua igreja…
Valdemiro não é idiota desinformado, é espertalhão…

Ele sabe que qualquer hospital de beira de rodovia tem uma unidade chamada de “Ressuscitação”…

E um percentual imenso de pacientes que adentram aquele ambiente são salvos pela medicina independente de qualquer crença…

Sinceramente?

Duvido que algum desses senhores – que usam a Bíblia para prega-la com cruéis cravos na testa de desesperados – temam qualquer deus…

Jorge Schweitzer em Táxi em Movimento

13 de janeiro de 2010 Posted by | PROTESTO | Deixe um comentário

DOSSIÊ SILAS MALAFAIA: O CAMALEÃO GOSPEL.

 

 

 

Camaleão é o nome dado a todos os animais pertencentes à família Chamaeleonidae, uma das mais conhecidas famílias de lagartos. É um réptil conhecido por mudar a sua cor para se adaptar a um ambiente ou a uma situação. Tanto o macho quanto a fêmea são agressivos. Ao sentir-se acuado, foge ou defende-se com dentadas e chicoteando com a cauda.

Silas Malafaia é o camaleão gospel. Em 1995, o então bigodudo e cover do cantor Belchior, defendeu a Igreja Universal do Reino de Deus com unhas e dentes, posicionando-se ao lado do bispo Macedo em sua luta contra a rede globo.

 

 

  

[Silas Malafaia em 1995: Defendendo a Igreja Universal]

 

Qual o motivo de tudo isso? Bem, não quero afirmar nada, mas corre por aí que em 1995, Silas Malafaia teria recebido uma grana preta da IURD para emprestar sua credibilidade ao bispo. Caio Fábio, mentor do Caminho da Graça e ex-pastor presbiteriano, dá a dica no vídeo à seguir:

 

[Caio Fábio entrega: Silas Malafaia recebeu mensalão do Macedo]

 

Acontece que em 2008 a coisa mudou de figura. Pintou no pedaço um tal de apóstolo Valdemiro Santiago, ex-pastor da IURD e famoso por causa da sua sudorese ungida. Agora, coligado com o Moreno Suado, Silas usa seu espaço na TV para atacar seu ex-coleguinha, Edir Macedo. E a pergunta que fica no ar é a seguinte: Quanto o Silas mordeu do Valdemiro Somilagre para jogar estrume na rede Record, e morder a mão do bispo, que durante tanto tempo lhe garantiu o “pão”?.

 

[Jabes e Silas Malafaia em visita ao Templo dos Milagres, de Valdemiro Santiago]

 

Outro episódio que contribuiu para essa imagem de camaleão foi a postura do Silas Malafaia com relação ao movimento G-12. Tempos atrás, por ocasião da chegada do movimento no Brasil, o pastor desceu a ripa no sistema celular, dizendo que era coisa do capeta e que a visão dos 12 era uma estratégia de satanás para destruir a Igreja. Anos depois, o mesmo Silas aparece aos beijos e abraços com o cara que instituiu o G-12 no Brasil, apóstolo Renê Terra Nova!

 

[Vídeo: Silas Malafaia e sua simpatia repentina pelo “mover apostólico”]

 

E para fechar o nosso dossiê Malafaia, vale recordar que ele ganhou popularidade no final da década de noventa e começo de milênio por causa da sua oposição à teologia da prosperidade, doutrina pseudo-religiosa que ensina o crente a fazer barganhas com Deus. Hoje, Silas se tornou um dos maiores expoentes dessa doutrina no Brasil, vendendo até mesmo uma bíblia comentada que dá dicas sobre como ter prosperidade fácil por meio de negociatas com o Todo-Poderoso!

 

[Vídeo: Silas Malafaia se contradiz: Metamorfose ambulante]

 

Há muitas outras coisas a dizer acerca da conduta dúbia deste senhor, mas para não azedar a sua segunda-feira, nós vamos parar por aqui. Apenas quero usar estas linhas para registrar a minha indignação para com este cidadão chamado Silas Malafaia, o camaleão gospel, vergonha da Assembléia de Deus e de todos os evangélicos sérios que não rezam pela cartilha de Mamom.
***
Nosso agradecimento especial ao amigo Rafael Thiago (rafaelthiagorj@yahoo.com.br), que colaborou para este artigo.

 

Fonte: Púlpito Cristão

11 de janeiro de 2010 Posted by | PROTESTO | Deixe um comentário

Não toqueis no ungido do Senhor: desmascarando essa falsa doutrina

 

Por Vera Siqueira

"Não toqueis no ungido do Senhor". Essa é a resposta de nove entre dez crentes que crêem em tudo o que lhe pregam sem serem bereianos, quando confrontados com críticas ou acusações contra pastores, apóstolos (?) e demais líderes eclesiásticos. Não importa se as provas do crime são claras, para esses crentes não nos cabe julgar nem analisar o que a liderança da igreja faz de errado: cabe aos crentes, segundo essa falsa doutrina, agir como Davi em relação à Saul: simplesmente não fazer nada, e esperar que Deus resolva o negócio e faça a justiça. E enquanto nada se faz, esses líderes criminosos continuam roubando, matando e destruindo o rebanho de crentes em suas mãos, e trazendo escândalo para o Evangelho, afastando de vez os não-crentes do afã de conhecerem a Verdade de Cristo.
Mas enfim, Davi realmente disse em várias passagens de 1 Samuel que não se deve tocar no ungido do Senhor. E aí?
Em primeiro lugar, temos que deixar bem claro sobre qual ungido Davi se referia. Ele se referia a Saul, atual rei de Israel, porém já destronado por Deus, que havia ungido Davi em seu lugar. Portanto, a primeira coisa que temos que ter em mente é que não se tratava de qualquer ungido, mas de Saul.
Em segundo lugar, temos que entender essa unção que Saul recebeu. Em 1 Samuel 8, lemos que o povo queria um rei no lugar dos antigos juízes que governavam Israel. Deus não tinha esse desejo, pois o querer um rei era um desejo do povo de que Deus já não reinasse mais sobre eles. Porém Deus resolveu satisfazer Israel, e escolheu Saul como rei.

Em 1 Samuel 10, lemos o profeta Samuel indo ungir Saul como rei:

"Então tomou Samuel um vaso de azeite, e lho derramou sobre a cabeça, e beijou-o, e disse: Porventura não te ungiu o SENHOR por capitão sobre a sua herança? Apartando-te hoje de mim, acharás dois homens junto ao sepulcro de Raquel, no termo de Benjamim, em Zelza, os quais te dirão: Acharam-se as jumentas que foste buscar, e eis que já o teu pai deixou o negócio das jumentas, e anda aflito por causa de vós, dizendo: Que farei eu por meu filho? E quando dali passares mais adiante, e chegares ao carvalho de Tabor, ali te encontrarão três homens, que vão subindo a Deus a Betel; um levando três cabritos, o outro três bolos de pão e o outro um odre de vinho. E te perguntarão como estás, e te darão dois pães, que tomarás das suas mãos. Então chegarás ao outeiro de Deus, onde está a guarnição dos filisteus; e há de ser que, entrando ali na cidade, encontrarás um grupo de profetas que descem do alto, e trazem diante de si saltérios, e tambores, e flautas, e harpas; e eles estarão profetizando. E o Espírito do SENHOR se apoderará de ti, e profetizarás com eles, e tornar-te-ás um outro homem. E há de ser que, quando estes sinais te vierem, faze o que achar a tua mão, porque Deus é contigo. Tu, porém, descerás antes de mim a Gilgal, e eis que eu descerei a ti, para sacrificar holocaustos, e para oferecer ofertas pacíficas; ali sete dias esperarás, até que eu venha a ti, e te declare o que hás de fazer. Sucedeu, pois, que, virando ele as costas para partir de Samuel, Deus lhe mudou o coração em outro; e todos aqueles sinais aconteceram naquele mesmo dia."

1 Samuel 10.1-9

E Saul ficou cheio do Espírito Santo, e em 1 Samuel 11.15, finalmente Saul é proclamado rei. Porém a unção que Saul recebeu era apenas para reinar, não para ser sacerdote ou líder espiritual do povo. Essa função era para algumas pessoas específicas, como o profeta Samuel. Não cabia a Saul as funções sacerdotais, sendo esse um dos pecados que o fez perder o reinado em Israel:

"E os filisteus se ajuntaram para pelejar contra Israel, trinta mil carros, e seis mil cavaleiros, e povo em multidão como a areia que está à beira do mar; e subiram, e se acamparam em Micmás, ao oriente de Bete-Aven. Vendo, pois, os homens de Israel que estavam em apuros (porque o povo estava angustiado), o povo se escondeu pelas cavernas, e pelos espinhais, e pelos penhascos, e pelas fortificações, e pelas covas. E alguns dos hebreus passaram o Jordão para a terra de Gade e Gileade; e, estando Saul ainda em Gilgal, todo o povo ia atrás dele tremendo. E esperou Saul sete dias, até ao tempo que Samuel determinara; não vindo, porém, Samuel a Gilgal, o povo se dispersava dele. Então disse Saul: Trazei-me aqui um holocausto, e ofertas pacíficas. E ofereceu o holocausto. E sucedeu que, acabando ele de oferecer o holocausto, eis que Samuel chegou; e Saul lhe saiu ao encontro, para o saudar. Então disse Samuel: Que fizeste? Disse Saul: Porquanto via que o povo se espalhava de mim, e tu não vinhas nos dias aprazados, e os filisteus já se tinham ajuntado em Micmás, eu disse: Agora descerão os filisteus sobre mim a Gilgal, e ainda à face do SENHOR não orei; e constrangi-me, e ofereci holocausto. Então disse Samuel a Saul: Procedeste nesciamente, e não guardaste o mandamento que o SENHOR teu Deus te ordenou; porque agora o SENHOR teria confirmado o teu reino sobre Israel para sempre; porém agora não subsistirá o teu reino; já tem buscado o SENHOR para si um homem segundo o seu coração, e já lhe tem ordenado o SENHOR, que seja capitão sobre o seu povo, porquanto não guardaste o que o SENHOR te ordenou."

1 Samuel 13.5-14

O outro pecado de Saul ocorreu em 1 Samuel 15, quando desobedeceu à ordem do Senhor ao não destruir o melhor do rebanho dos amalequitas, com a desculpa de que usaria o rebanho como sacrifício, onde Samuel disse que é melhor obedecer do que sacrificar.
Assim, em 1 Samel 16 lemos o Espírito do Senhor deixando Saul e passando a habitar Davi, o novo rei ungido:

"Disse mais Samuel a Jessé: Acabaram-se os moços? E disse: Ainda falta o menor, que está apascentando as ovelhas. Disse, pois, Samuel a Jessé: Manda chamá-lo, porquanto não nos assentaremos até que ele venha aqui. Então mandou chamá-lo e fê-lo entrar (e era ruivo e formoso de semblante e de boa presença); e disse o SENHOR: Levanta-te, e unge-o, porque é este mesmo. Então Samuel tomou o chifre do azeite, e ungiu-o no meio de seus irmãos; e desde aquele dia em diante o Espírito do SENHOR se apoderou de Davi; então Samuel se levantou, e voltou a Ramá. E o Espírito do SENHOR se retirou de Saul, e atormentava-o um espírito mau da parte do SENHOR."

1 Samuel 16.11-14

Ou seja, Saul deixou de ter o Espírito Santo, mas continuou sendo rei de Israel por vários anos. Nesses anos, o Espírito Santo estava com o novo ungido, Davi, que porém ainda não havia sido reconhecido rei pelo povo. Dessa forma, Davi servia ao rei Saul e foi perseguido por seus exércitos, e aí chegamos à passagem que abriu esse artigo, quando Davi teve real chance de aniquilar Saul, mas não o fez por considerá-lo ungido do Senhor.
Realmente, o que impediu Davi de se levantar contra Saul não foi o poder do Espírito Santo no antigo rei, pois este já o tinha deixado e Saul não passava de um endemoniado. Porém, mesmo endemoniado, Saul continuava sendo rei, e em razão desse título que Davi o poupou. Uma vez ungido rei, sempre rei. Deus tirou Saul do reinado, porém isso só se concretizou com sua morte, não havendo rebelião para que isso acontecesse e Davi tomasse o poder em seu lugar. A unção de rei permaneceu com Saul por toda a sua vida, mas o Espírito de Deus não.
Entendido tudo isso, vamos agora analisar a doutrina do "não toqueis no ungido" nos dias de hoje. Por que ela não é válida?
Como visto, a unção a qual Davi se referia dizia respeito ao direito de reinar sobre Israel, não sobre possuir funções eclesiásticas. As funções de governo do Estado e eclesiásticas eram bem divididas naquele tempo, embora Israel fosse um Estado teocrático. Portanto, a não ser que algum líder de igreja seja também rei nomeado por Deus (olha eu dando idéia para novos títulos, que Deus me perdoe) em sua localidade, nenhum líder religioso atual se enquadra nesse quesito.
Sobre como devemos agir em relação ao líderes religiosos e qualquer cristão, a Bíblia é bastante clara:

"E logo os irmãos enviaram de noite Paulo e Silas a Beréia; e eles, chegando lá, foram à sinagoga dos judeus. Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim."

Atos 17.10-11

"Já por carta vos tenho escrito, que não vos associeis com os que se prostituem; Isto não quer dizer absolutamente com os devassos deste mundo, ou com os avarentos, ou com os roubadores, ou com os idólatras; porque então vos seria necessário sair do mundo. Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais. Porque, que tenho eu em julgar também os que estão de fora? Não julgais vós os que estão dentro? Mas Deus julga os que estão de fora. Tirai, pois, dentre vós a esse iníquo."

1 Coríntios 5.9-13

Chega desse engano do "não toqueis no ungido do Senhor", engano esse que tem transformado a igreja em covil de salteadores. O rebanho tem que aprender a buscar na Palavra se o que seus líderes pregam é verdade ou não, tem que aprender a raciocionar, a analisar, a meditar dia e noite na Palavra, mas é isso mesmo que os lobos em pele de cordeiro não querem que aconteça, e por isso acorrentam suas ovelhas em falsas doutrinas que visam cegar e conformar o rebanho à sua própria vontade, não à de Deus. Deus nos enviou Cristo para que fôssemos libertos, mas onde há liberdade se nem ao menos podemos criticar um líder eclesiástico por seus falsos ensinos ou sua má conduta, com a desculpa que de o fulano é "ungido"? O Apóstolo (de verdade) Paulo era bem ungido, disso não há dúvidas, mas nem por isso ficou chateado ao ser confrontado pelo povo de Beréia em seus ensinamentos. Por que os apóstolos (?) e líderes dos dias de hoje ficam melindrados, e até amedrontam suas ovelhas com a promessa de inferno para o "pecado de rebeldia" que seria se levantar contra um "ungido" do Senhor? E por que as ovelhas, que também têm unção (já que recebem o Espírito Santo desde sua conversão), ao contrário dos líderes religiosos, podem e são fortemente exortadas (se seu dízimo for baixo, claro) quando encontradas em erro?
Isso é estelionato gospel, e dos bons. Graças à essa mentira (a própósito, quem é o pai da mentira mesmo?) vemos igrejas destruídas por pertencerem (a palavra é essa mesma) a líderes criminosos, que adulteram as Escrituras a seu bel-prazer e agem como se a justiça de Deus e dos homens não valesse para eles. Enquanto isso, às ovelhas cabe apenas se conformar, "Deus quer assim", "quem faz a justiça é Ele", "só nos cabe orar".
Povo de Deus, vamos abrir os olhos! Temos que orar, a justiça é de Deus, mas Ele usa homens e mulheres para que Sua justiça seja feita nessa terra! Se Lutero pensasse assim, ainda hoje estaríamos comprando indulgências (se bem que essa prática perniciosa continua ocorrendo nos dias de hoje, na forma de lenços suados, rosa ungida, sabonete ungido, etc). Como povo de Deus, temos que ser carvalhos de justiça principalmente em nosso meio, tirando os lobos que querem devorar nossas ovelhas! Se não o fizermos, não sobrará ovelha nenhuma no final da história, pois todas serão enganadas…
O "não toqueis no ungido do Senhor" é uma desculpa muito da mal feita para líderes que têm algo a esconder. Quando um líder pregar isso para você, fique ainda mais atento, pois quem está na luz não tem medo de ser julgado, afinal nada se encontrará que o desabone; ao contrário, quem está em trevas não quer que o candeeiro seja colocado em cima da mesa e ilumine o ambiente, pois isso trará à luz toda a podridão escondida em nome de Deus.

***

Vera Siqueira é procurada pelos Leões-de-Chácara religiosos por liderar um protesto cristão organizado na Marcha para Jesus. A tal Marcha para Jesus é um dos muitos eventos protestantes onde é proibido protestar. Ela também coopera enviando textos subversivos para o Púlpito Cristão de onde foi extraído esse texto.

10 de janeiro de 2010 Posted by | PROTESTO | 1 Comentário